Image uber-2

O carro autônomo da Uber não teria sido o responsável pelo acidente que matou uma mulher nos Estados Unidos no último domingo (18). Foi o que informou a polícia de Tempe, no Arizona, após verificar o vídeo do momento da colisão, que provocou a primeira fatalidade envolvendo veículos autônomos.

O veículo, um Volvo XC90, trafegava a uma velocidade de 61 km/h em uma via de 56 km/h, por volta das 22h do último domingo. Havia um motorista ao volante, mas o carro estava no modo autônomo quando atropelou Elaine Herzberg, de 49 anos, que estava em uma bicicleta.

Segundo o depoimento do motorista, o primeiro alerta para a colisão foi o próprio som da batida. Ao analisar as imagens, a delegada Sylvia Moir afirmou que “seria muito difícil evitar o acidente em qualquer modo”. Ela disse que a ciclista saiu de um trecho muito mal iluminado diretamente para a pista.

A polícia não divulgou o vídeo e informou que essas são investigações preliminares e que ainda não é possível tirar conclusões sobre o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here