Image Cobrança-de-taxa-de-incêndio-é-inconstitucional-diz-boato

Um princípio de incêndio atingiu uma seção do segundo andar do Anexo II do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, por volta das 8h desta segunda-feira (26). Ninguém se feriu.

Cerca de 200 pessoas estavam no prédio, mas a sala onde o fogo começou estava vazia no momento do incidente.

Devido ao incêndio, o anexo do STF foi esvaziado e os servidores que ainda começariam o expediente tiveram de aguardar de fora. Às 11h, não havia previsão de quando o acesso será liberado – o prédio foi interditado pelo Corpo de Bombeiros para avaliação de danos.

Ainda assim, segundo o tribunal, nenhuma agenda do Supremo desta segunda (26) foi alterada pelo ocorrido.

O fogo começou devido a um curto-circuito no aparelho de ar-condicionado. O equipamento caiu sobre uma mesa de trabalho. Funcionários disseram ao G1 que a fumaça se espalhou pelo segundo andar e chegou ao terceiro.

Onde foi o incêndio?

O Anexo II é o prédio onde ficam os gabinetes dos ministros. O incêndio, porém, ocorreu alguns andares abaixo, na Seção de Processos Diversos.

O setor é submetido à Secretaria Judiciária do Supremo, um órgão da Secretaria-Geral da Presidência do STF.

A assessoria de imprensa do STF informou ao G1 que a seção “fica responsável pelos processos originários de natureza cível, com exceção das ações de controle de constitucionalidade (ADI, ADPF, ADC e ADO) e das reclamações (RCL)”.

Segundo brigadistas que trabalham no órgão, o fogo foi rapidamente controlado e ninguém se feriu.

Uma perícia será realizada pelo Corpo de Bombeiros para investigar as causas do incêndio. O laudo deve ficar pronto de 30 a 40 dias.

Com G1 Brasilia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here