Image ricardo-1-696x364

A Juíza Carolina Moura Lebbos indeferiu pedido do senador Roberto Requião para que ele e outros políticos, entre os quais o governador Ricardo Coutinho e outros governadores, visitassem o ex-presidente Lula nesta tarde, na superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná.

“Com efeito, não há fundamento para a flexibilização do regime geral de visitas próprio à carceragem da Polícia Federal. Desse modo, deverá ser observado o regramento geral. Portanto, incabível a visitação das pessoas indicadas na petição de evento 4. Indefiro o requerimento”, afirmou a juíza da 12ª Vara Federal de Curitiba.

O governador disse que a visita tinha por objetivo prestar solidariedade ao ex-presidente e a defesa do estado de Direito. “Lula hoje é indiscutivelmente um preso político”, disse Ricardo. “Foi condenado com a própria Justiça dizendo que não tinha provas”, frisou.

Nesta segunda-feira (9) o juiz Sergio Moro definiu que o ex-presidente Lula deve ser enquadrado no “regime geral de visitas da carceragem da Polícia Federal”. A decisão significa que o petista poderá ser visitado apenas por seus advogados constituídos no processo e por parentes do primeiro grau, uma vez por semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here