Image PM-696x392

ma música de funk que revela os pontos de venda de drogas e os nomes responsáveis por cada um desses locais de tráfico ajudaram a Polícia Civil na deflagração de uma operação na cidade de Sapé, na zona da Mata paraibana, nesta quinta-feira (26). Uma ação conjunta com a Polícia Militar resultou na prisão de um suspeito e no cumprimento de 17 mandados de busca e apreensão.

A música chegou ao conhecimento dos policiais após compartilhamento em grupos de Whatsapp. De acordo com o delegado responsável pela operação, Fred Magalhães, mesmo que a música diga que é uma união com do tráfico da cidade de Sapé com o Rio de Janeiro, indícios apontam que o funk tenha sido feito na Paraíba.

“Provavelmente a música foi feita aqui, temos conhecimento do uso de celulares e gravações feitas de dentro dos presídios. Infelizmente esse tipo de confronto entre facções também está presente em Sapé”, explicou.

O cantor do funk que presta uma certa homenagem ao tráfico na cidade de Sapé começa com uma saudação. “E aí cidade de Sapé, aqui não tem caô (sic), diretamente do Rio de Janeiro, estamos fechadão (sic)… Vou falar o nome das comunidades que tão fechada (sic)“.

Após nomes de bairros e comunidades de Sapé, associando cada uma delas a nomes e apelidos de suspeitos de tráfico de drogas, o cantor inicia de fato a canção com o trecho “na cidade de Sapé, o comando é o comando, os caras são terroristas no estilo colombiano”.

O delegado , Fred Magalhães, explicou que os mandados foram solicitados pela polícia à Justiça antes da música vir ao conhecimento das autoridades, embora a canção de funk tenha indicado que as investigações feitas pela Polícia Civil em Sapé estavam no caminho certo.

“Os nomes dos bairros e das pessoas que foram citados na música, todos eles a gente já tinha conhecimento, já eram investigados pela polícia ou tinham sido indiciados na operação Pirâmide. A maioria está preso, mas comandam dos presídios”, comentou o delegado.

Operação Pirâmide

Ainda segundo Fred Magalhães, o objetivo da ação conjunta desta quinta foi combater a prática de tráfico de drogas e homicídios. Ainda de acordo com o delegado, a operação desta quinta é uma continuação da operação Pirâmide, realizada em 2014 na mesma cidade e que resultou na prisão de 20 suspeitos ligados ao tráfico de drogas.

No dia 16 de outubro de 2014, as Polícias Civil e Militar desencadearam a operação para cumprir 44 mandados, sendo 36 de busca e apreensão e oito mandados de prisão temporária. Inicialmente, 10 homens foram presos. A ação policial conta com 200 policiais civis e militares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here