Image la-casa-de-papel-1-696x423
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ofereceu à Justiça denúncia criminal contra Gerson Farias de Albuquerque, Mateus Kleber Santos de Oliveira e Wesllay Meireles Lopes Costa. Os três são acusados de invadir, em companhia de um adolescente de 17 anos, o Centro de Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, caracterizados como personagens da série La Casa de Papel.
No entendimento da Promotoria de Justiça de Abreu e Lima, os denunciados cometeram os crimes de atentar a segurança de serviço de utilidade pública, desacatar funcionários públicos no exercício da função (artigos 265 e 331 do Código Penal), provocar alarme ou ato capaz de produzir pânico ou tumulto (artigo 41 da Lei de Contravenções Penais), além de corrupção de menor de 18 anos (artigo 244-B do Estatuto da Criança e do Adolescente).
“No dia 17 de abril os denunciados, agindo com manifesto dolo, ingressaram sem autorização no Cotel, atentando gravemente contra a segurança do estabelecimento prisional”, narrou a titular da 4ª Promotoria de Justiça de Abreu e Lima. O acesso se deu no momento em que o portão frontal foi aberto para saída de uma viatura.
A promotora de Justiça ressaltou que os denunciados se aproximaram de uma estrutura de alta segurança da unidade prisional, conhecida como gaiola, o que teria desencadeado atuação imediata dos agentes penitenciários, que acreditaram estar em curso uma invasão com a finalidade de resgate de presos.
Além de ocasionar extremo risco de morte, em razão da iminente possibilidade de efetivação de disparos, a ação dos denunciados gerou tumulto generalizado no Cotel, tendo em vista que “grande parte dos agentes penitenciários foram mobilizados para contenção e dominação dos invasores, fato que deixou outras áreas do estabelecimento vulneráveis e ocasionou evidente perigo ao serviço prestado pelo Cotel”, complementou a titular da 4ª Promotoria de Justiça de Abreu e Lima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here