Image protesto-1
0
   

COMPARTILHE

Os moradores do bairro José Américo, em João Pessoa, aderiram ao protesto que começou com os caminhoneiros em todo o Brasil. Ao longo dessa semana, moradores sentem as consequências da ausência de resposta à paralisação e decidiram fechar a Avenida Hilton Souto Maior, em frente à igreja católica do bairro. Nas redes sociais, muitos comentários são de apoio aos caminhoneiros.

As duas vias da Avenida principal foram interditadas na quarta-feira (23) pelos moradores que atearam fogo em pneus e pedaços de madeiras. “Não somos caminhoneiros, somos pais de famílias. Precisamos protestar pela João Pessoa melhor, um país justo, pela nossa família, nossos filhos, pra nós. Cidadão vem pra rua e protesta também”, esclarece Windesson, líder do movimento.

Windesson ainda afirma que sofre pela ausência de resposta das autoridades em relação ao aumento do valor do combustível. Ele explica que sente diretamente na hora de fazer compras como de costume, na central de abastecimento, a Ceasa. “Fui lá, tudo fechado. Não tinha mais nada. Só tinha uma caixa de tomate pra vender e pronto. Vamos pra rua e vamos fazer protesto, cidadão de bem. Só assim a gente vai pra frente e consegue as coisas”, desabafa.

 

Com Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here