Image dirceu2-696x522
O Tribunal Regional da 4ª Região negou, por unanimidade, os embargos da defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Com a decisão, o réu pode ser preso pela Polícia Federal a qualquer momento. Outros réus também tiveram o recurso negado, entre eles o ex-presidente da Engevix Gerson de Mello Almada e o lobista Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura.
O petista foi condenado em segunda instância a 30 anos e nove meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, pertinência a organização criminosa e lavagem de dinheiro. Este é apenas um dos processo que o ex-ministro responde na Lava-Jato. A defesa ainda pode recorrer no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ).
José Dirceu já havia sido condenado pelo juiz Sérgio Moro a 20 anos e 10 meses de prisão, mas o TRF-4 subiu a pena. Ele é acusado de receber vantagem indevida da empreiteira Engevix.
Com Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here