Image airbag_celular00-696x487

Veja a criatividade de um estudante alemão: ele fez uma espécie de “airbag” para o telefone celular não quebrar ao cair no chão, uma solução para um problema mundial.

Não! Não vai sair um saco cheio de ar para proteger o aparelho. Em vez disso, o designer Philip Frenzel, um estudante da Universidade de Aalen, na Alemanha, criou um sistema de amortecimento diferente.

Ele tem sensores embutidos e oito “molas” que se parecem com ganchos e disparam sempre que o smartphone cai. São duas molas em cada lateral, frente e verso. (vídeo abaixo)

Os sensores detectam automaticamente quando o telefone está em queda livre e, em seguida, as molas são disparadas para amenizar o impacto do celular no chão.

O vídeo da invenção mostra o telefone pulando em segurança, depois que o usuário o derruba.

Após pegá-lo de volta, o usuário pode simplesmente dobrar as molas de volta no estojo para que ele esteja pronto para o próximo “descuido”.

Prêmio

Frenzel ganhou o prêmio principal da Sociedade Alemã de Mecatrônica por sua capa de telefone, embora o design ainda seja um protótipo.

Ele também patenteou a tecnologia, o que significa que o caso pode estar prontamente disponível para os consumidores em breve.

O case parece funcionar perfeitamente em superfícies planas, mas não há indicação de que os resultados seriam tão sólidos se o telefone caise em um local irregular.

Embora existam muitas opções no mercado, desde caixas à prova d’água até aquelas que se dizem “indestrutíveis”, ainda não existe uma solução que salte.

Inspiração

A invenção chamou a invenção da empresa a ADCASE.

“Há três anos, Philip deixou cair seu novo iPhone,” contou Peter, um porta-voz ADCASE .

“A tela quebrou em mil pedaços. Depois disso, ele comprou um monte de capas telefônicas convencionais para proteger seu novo telefone. Mas a proteção não o satisfez.”

No início, Frenzel criou um mecanismo de ativação com sensores que detectam quando o telefone está em queda livre.

Ele inicialmente pensou em projetar um airbag real no telefone, que é uma alternativa baseada em espuma, no entanto, esses projetos não se mostraram práticos.

Frenzel pensou então em molas.

No total, Philip e sua equipe levaram cerca de dois anos e meio para criar o dispositivo.

Financiamento

Agora a missão é tornar o “airbag” compatível com os mais novos iPhones, a partir do iPhone 6… e quem sabe outros tipos de celulares também.

Para financiar o projeto, está sendo preparada uma campanha no Kickstarter, que deve começar em julho.

 

Com Só Notícia Boa