Image sddefault

Toda cidade lembra. Manhã de terça feira do dia oito de maio desse ano. O motorista de uma retroescavadeira que prestava serviço a CAGEPA e que fazia uma obra em uma rua próxima a um call center em Campina Grande realizou uma manobra de ré e acabou atropelando uma jovem que passava por trás do veículo.

Essa jovem é a atendente de telemarketing Rayane Andrade Araújo, que durante pouco mais de um mês recebeu todos os cuidados médicos no hospital de Trauma de Campina Grande. Ela deu entrada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Rayane estava grávida e devido a gravidade do acidente acabou perdendo o bebê.

O Diretor do Hospital de Trauma de Campina Grande, Geraldo Medeiros, comentou com detalhes o atendimento a Rayane Andrade e agradeceu o apoio da sua equipe que tem se empenhado muito em casos como esses.

Após várias dias internada no HT a jovem recebeu alta e foi recebida com festa por familiares e amigos na rua em que mora. Antes de sair do hospital Rayane escreveu uma mensagem e envio para a médica Pricilla Sá, infectologista que acompanhou a paciente durante esses dias.

“Pri, vou para casa amanhã às 10h da manhã. Eu não sei o que fazer para te agradecer um milhão de vezes por tudo que você fez por mim. É a minha anja 😇.
Eu sei que você ama o que faz e fico feliz por existirem médicos como você. Não vou te deixar em paz tão fácil… Quero visitas, mesmo que não sejam visitas médicas. Você tem um lugar muito especial em meu coração. Jamais esquecerei o que fez por mim. Obrigada” ❤

Rayane foi levada para a sua residencia em uma unidade especial do Corpo de Bombeiros.

 

Veja o momento da chegada.