Image azevedo-1-696x464

O pré-candidato do PSB ao Governo da Paraíba, João Azevêdo, revelou, nesta quinta-feira (26), que a implantação do sistema de VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) em Campina Grande será uma das prioridades do seu primeiro ano de gestão. Em entrevista à Rádio Cidade, ele ainda reafirmou o compromisso de ampliar os programas GiraMundo e Prima (Programa de Inclusão através das Artes e da Música).

“Vamos aproveitar a antiga linha férrea que corta toda cidade para implantar o sistema VLT. Isso é algo que precisa ser pensado imediatamente, pois está para ser entregue um conjunto habitacional que vai abrigar 4,5 mil famílias e, infelizmente, não pensaram como as pessoas vão se deslocar”, destacou João Azevêdo. “O VLT de Campina Grande será prioridade já no primeiro ano do nosso governo, em 2019”, acrescentou.

O pré-candidato socialista também se comprometeu em ampliar dois programas implantados pela gestão do governador Ricardo Coutinho (PSB) que são reconhecidos dentro e fora da Paraíba. “Queremos que o GiraMundo (programa que possibilita o intercâmbio internacional de estudantes paraibanos de escolas públicas estaduais) chegue a um número bem maior de alunos. Já no Prima, queremos oferecer também aulas complementares de artes cênicas”, pontuou.

Ainda na entrevista, João Azevêdo ressaltou os investimentos feitos pela gestão do PSB em Campina Grande, que chegam a quase R$ 1,8 bilhão. “Nós demonstramos nosso amor e respeito por Campina com obras e ações, e não com lero-lero”, enfatizou.

Visita ao Mutirão

Antes da entrevista, ao lado govenador Ricardo Coutinho e do pré-candidato do PSB ao Senado Federal, Veneziano Vital do Rêgo, João visitou o bairro do Mutirão, onde estão sendo investidos mais de R$ 19 milhões pelo Governo do Estado em infraestrutura básica.

“Nosso governo está mudando a realidade do Mutirão, com obras de esgotamento sanitário, terraplanagem, drenagem e pavimentação de 32 ruas”, ressaltou João, que também esteve acompanhado do deputado estadual Adriano Galdino, dos vereadores Anderson Maia (PSB) e Galego do Leite (Podemos), e de lideranças comunitárias do bairro.

 

Com WSCOM