Image cave

“Esta área se tornará um museu vivo, para mostrar como a operação transcorreu”, afirmou. “Uma base de dados interativa será criada. Será mais uma grande atração para a Tailândia.”

Autoridades tailandesas disseram que o drama dos meninos e do resgate multinacional colocou a caverna definitivamente no mapa e que existem planos para convertê-la em destino turístico. O grupo foi resgatado ao longo de três dias de uma operação, concluída na terça-feira (10), coordenada pela Marinha da Tailândia. Mas um mergulhador tailandês morreu na sexta-feira, durante missão no local.

Ontem, o primeiro-ministro do país, Prayuth Chan-ocha, disse que precauções adicionais serão implantadas dentro e fora da caverna para garantir a segurança dos turistas.

Um guia de viagem disse que a caverna de Tham Luang é relativamente inexplorada. Tem uma “câmara de entrada impressionante”, que leva a um caminho demarcado e, de lá, há uma série de câmaras e seixos. Moradores de um vilarejo próximo dizem que a caverna é sujeita a enchentes e exortaram as autoridades a instalarem sinais de alerta mais claros.

Chongklai Worapongsathorn, vice-diretor-geral do Departamento Nacional de Parques, Vida Selvagem e Conservação da Flora, informou que a caverna ficará fechada a partir de quinta-feira por prazo ainda não definido. Ele disse haver planos para “reviver” um parque nacional na área onde centenas de agentes de resgate e militares montaram acampamento durante a operação de socorro aos garotos.

Tailandeses supersticiosos se impressionam com uma lenda sobre o local, conhecido como a “caverna da dama reclinada”. Conta a estória que uma linda princesa fugiu para a caverna com seu amante plebeu. Seu pai enviou soldados para matá-lo, levando-a a cometer suicídio. As montanhas ao redor assumiram a forma de seu corpo.

Com Reuters