Image

O medo de ter uma reação alérgica grave fez com o que uma estudante de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, tatuasse no braço os nomes dos remédios que não pode tomar.  A medida surpreendeu até mesmo o tatuador.

A universitária Lauanne Araújo espera que o recado estampado na pele seja visto por profissionais da saúde em casos de emergência.

— Médicos e hospitais me davam medicação errada mesmo eu falando que era alérgica. Isso sempre foi um problema muito grande pra mim e pra minha família.

Segundo o médico, a alergia pode avançar, atingindo o aparelho respiratório e provocando uma sensação de sufocamento que requer socorro imediato.

Com R7