Image

O governo federal fez um pente-fino e identificou, entre o segundo semestre de 2016 e maio deste ano, R$ 10 bilhões em pagamentos indevidos a beneficiários de três programas: Bolsa Família, aposentadoria por invalidez e auxílio-doença, informa Julio Wiziack na Folha.

Ao todo, foram cancelados os benefícios de 5,7 milhões de pessoas: 5,2 milhões do Bolsa Família e 478 mil de auxílios-doença e aposentadoria por invalidez.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, a estimativa é que o pente-fino em andamento encontre outros R$ 20 bilhões em benefícios irregulares até 2020.

Com O Antagonista