Image rivaldo

O coordenador do Procon Municipal de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues, comentou a lei que foi sancionada pelo prefeito Romero Rodrigues (PSDB) que proíbe taxa de religação de luz, água e gás em Campina Grande e citou que cabe à instituição fiscalizar a aplicação da lei.

Ele comentou que a lei depende basicamente da reclamação prévia do consumidor ao Procon.

Rivaldo mencionou que a lei veio em boa hora e é importante para todos os munícipes de Campina Grande. Também garantiu que serão punidos eventuais descumprimentos da legislação.

– Já estamos a postos para eventuais reclamações a respeito do assunto – disse.

O coordenador ainda destacou que a lei de atendimento prioritário para autistas também está em vigor e citou que é muito difícil identificar a pessoa que possui essa condição.

Ele ainda disse que o Procon conta com a parcimônia da população em geral para que a lei seja bem aplicada.

 

Com Paraibaonline