Image Ruy-Carneiro-696x465

O presidente estadual do PSDB, ex-deputado federal Ruy Carneiro, considerou, na tarde desta sexta-feira (27), que o partido não vai para a eleição de outubro menor por não encabeçar a chapa majoritária para o Governo do Estado.

Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, o tucano considerou que a legenda está bem representada na chapa de Lucélio Cartaxo (PV) onde já apresentou os nomes do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) para o Senado e a primeira dama de Campina Grande, Micheline Rodrigues, para vice.

Para ele, é preciso que as legendas tenham desprendimentos para fazer as melhores análises do cenário e das conjunturas políticas.

“Dos quatro nomes da chapa temos um senador e uma vice. Não tenho visto outros partidos conseguirem esses espaços. Nem sempre podemos estar na chapa como cabeça. Às vezes tem que ter o desprendimento para fazer a melhor análise daquele momento”, destacou.

Ainda de acordo com Ruy Carneiro, o senador Cássio Cunha Lima também não temeu disputar o Governo do Estado. Para ele, o colega de partido optou pela reeleição por fazer um bom mandato no Senado.

Progressistas e PSC

Ruy Carneiro revelou que agrada ao grupo oposicionista a manutenção da aliança com o Progressistas, comandado no estado pela Família Ribeiro. Entretanto, destacou que também existe a postulação do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, do PSC, pela segunda vaga para o Senado.

“São duas pretensões legítimas. Manoel Júnior também está nesse projeto e até de maneira mais direta por ser o vice-prefeito de João Pessoa e por ser experiente e qualificado. Agora essa não é uma decisão pessoal e tem que ser discutido. Temos mais pretendentes do que espaços, mas com sabedoria vamos resolver esse problema”, destacou.

 

Com MaisPB