Image retrato-696x383

O homem suspeito de ser o autor das ‘agulhadas’ no Parque do Povo, em Campina Grande, durante os festejos juninos da cidade terá a impagem divulgada em um retrato falado. A informação é da Polícia Civil da Paraíba, que durante coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (19), anunciou a novidade. Ainda de acordo com o relato da polícia, o sangue encontrado nos recipientes, não era humano.

O delegado responsável pelo caso é Henry Fábio

“O procedimento vai ser encaminhado para a justiça pedindo mais prazo. Vão ser intimadas novamente as poucas pessoas, em torno de seis, que conseguiram identificar os agressores, para que se faça um retrato falado desses agressores, para que a gente consiga tentar buscar também pelas câmeras de segurança”, destacou o delegado.

E continuou: “A nossa visão é buscar a materialidade do crime, ou seja, que elas (vítimas) relataram que foram realmente perfuradas ou foram feriadas por agulha e elas tentem identificar a autoria e a grande maioria delas não conseguiu determinar que foram feridas por agulha, embora tenham dito que ao chegar no Trauma em determinado momento relataram isso,” enfatizou ele.

O caso está sob investigação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

Com MaisPB