Image sintab

A assembleia extraordinária dos servidores que recebem acima do mínimo em Campina Grande realizada na manhã desta quinta-feira, 26, na Câmara Municipal (CMCG), teve que ser encerrada mais cedo, em respeito ao velório do músico Duduta, falecido na véspera. O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), comunica, no entanto, que o indicativo de greve permanece e os efetivos se reúnem em assembleia decisiva na próxima terça-feira, 31, novamente na CMCG, a partir das 9h.

Em nome de todo o Sintab, o vice-presidente, Giovanni Freire, lamentou a morte do músico, mestre do Chorinho e ícone da cultura de Campina e da Paraíba. “Nós não poderíamos prolongar a assembleia porque respeitamos, entendemos o momento de dor e também lamentamos profundamente a morte de Duduta, que inclusive já se apresentou em eventos do sindicato e era querido de muitas pessoas, um grande mestre da nossa música. Mantivemos a assembleia para encaminhamentos importantes no plenário da Casa, mas encerramos mais cedo, dadas as circunstâncias”, disse.

Ele informou que o sindicato aguarda comunicação por parte da Prefeitura Municipal ou da própria CMCG, sobre a emenda que determina que o reajuste de 2% aprovado pelo prefeito Romero Rodrigues em maio, não incida sobre as verbas indenizatórias. “Soubemos que o prefeito pode se reunir ainda esta semana com os vereadores da bancada governista para discutir esta pauta e esperamos que haja bom senso por parte da gestão em decidir pelo veto à emenda. Mas o indicativo de greve permanece e caso os trabalhadores não tenham resposta até a próxima terça-feira, 31, a decisão será por greve, por tempo indeterminado”, detalhou.

Como já divulgado pela entidade, com a paralisação, mais de 5 mil trabalhadores, de todas as secretarias, irão parar as atividades em Campina.

 

Com Repórter PB