Image LgbPp8QS

Além do serviço de correspondência e da operadora de telefonia, os Correios vão expandir para um novo setor ainda em 2018. De acordo com o Estadão, a companhia vai anunciar um setor de entregas imediatas e logística de encomendas — algo nos moldes de Rappi, Glovo e James Delivery citando apenas algumas startups que foram criadas recentemente e já estão no setor.

O funcionamento é bem simples: você chama um carro, moto ou até bicicleta por um aplicativo para dispositivos móveis e deixa com o entregador (que não é exatamente funcionário dos Correios) o pacote que deseja transportar de um local para o outro. A taxa varia de acordo com o tamanho da carga e também o tipo de veículo que fará o trajeto.

Em breve

Segundo o Estadão, os Correios já buscam parceiras na área e devem “bater o martelo nas próximas semanas”. Não há detalhes sobre quais empresas de tecnologia estão envolvidas e se o órgão vai lançar uma plataforma do zero ou utilizar alguma já em andamento.

A ideia principal é oferecer um serviço de entrega a jato, inclusive entre cidades, e o serviço pode começar a funcionar ainda em 2018. Esse novo mercado, em que transportadores terceirizados são cadastrados e se oferecem para fazer o transporte no estilo de motoristas do Uber, é chamado de crowdshipping.

 

Com Tecmundo