Image exercito

O Exército Brasileiro divulgou editais de quatro processos seletivos para a formação de cadastro de reserva para profissionais temporários. Todos são para a 1ª Região Militar, que engloba Rio de Janeiro e Espírito Santo. As áreas de Medicina Veterinária, Odontologia e Farmácia, ingressando como oficial temporário, terá remuneração inicial de R$ 8.943,75 mais benefícios.

As inscrições estão abertas e poderão ser feitas até às 12h do dia 3 de setembro, pelo site. As seleções são para cabos, sargentos e duas para oficiais, sendo uma delas específica para as áreas de Farmácia, Odontologia e Medicina Veterinária. Podem se candidatar homens e mulheres. No processo seletivo para cabos podem participar interessados com o ensino fundamental completo.

Também será necessário ter curso de formação e um ano de experiência na área pretendida. A remuneração inicial é R$ 3.061,25. mensais, valor composto pelo soldo de R$ 2.449, e acrescido do adicional militar de R$ 318,37 (13% do soldo) e de R$ 293,88 (12% do soldo). Para concorrer na seleção de sargentos é necessário que o candidato tenha concluído o ensino médio e o curso técnico na área de interesse em que deseja se inscrever.

As especialidades de música podem entrar na disputa candidatos com o ensino médio, sem formação específica. Os ganhos iniciais, nesse caso, são de R$ 4.816,28, composto de R$ 3.584 de soldo e de R$ 616,14, para cada um dos mesmos adicionais (16%).

Já para oficial, é exigido o ensino superior completo em uma das áreas contempladas no edital. No caso das áreas de Medicina Veterinária, Odontologia e Farmácia, é preciso ter também um ano de especialização, pós-graduação/MBA ou mestrado. Quem ingressar como oficial temporário terá remuneração inicial de R$ 8.943,75, composto pelo vencimento-base de R$ 6.625 e pelo adicional militar de R$ 1.258,75 (19% do soldo) e R$ 1.060 (16% do soldo).

Em todos os casos, é preciso pelo menos um ano de experiência profissional na área em que o candidato pretenda concorrer. A idade mínima, em todos, é 19 anos, e a máxima varia da seguinte forma: 35 anos para cabos, 37 para sargentos e oficiais (do Serviço Técnico) e 38 para os oficiais das áreas de Medicina Veterinária, Odontologia e Farmácia.

No caso dos homens a altura mínima deverá ser 1,60 m e 1,55 m para as mulheres. O Exército frisa que a participação dos candidatos voluntários no processo seletivo não implica em qualquer compromisso quanto à incorporação na Força Armada.

Inscrições – Não é exigido pagamento de taxa nas inscrições. Ao finalizar o cadastro, a ficha de inscrição deverá ser impressa para que seja entregue juntamente com a documentação necessária, na etapa de avaliação curricular.

 

Com Paraíba Debate