Image xinfochpdpict000077992289.jpg.pagespeed.ic_.PIQCpjxsqe

A Justiça do Rio, em decisão liminar, suspendeu a prisão temporária de Renata Cisne, que ficou conhecida como a “namorada do Doutor Bumbum”. Conforme adiantou o blog de Ancelmo Gois, os desembargadores da 7ª Câmara Cível do Rio deferiram por liminar a suspensão do decreto de prisão até o julgamento definitivo do habeas corpus. No último dia 23, a Justiça havia negado um pedido de liberdade provisória de Renata, que está grávida. Ela e Maria de Fátima, mãe do médico Denis Furtado, que também é médica, são suspeitas de terem ajudado Doutor Bumbum no procedimento estético que resultou na morte da bancária Lilian Calixto.

A defesa de Denis Cesar Barros Furtado também entrou com um pedido de liberdade na 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio. O pedido de habeas corpus, que beneficiaria também Maria de Fátima, está sendo examinado pelo desembargador José Roberto Lagranha Távora.

Segundo polícia, Renata teria assinado a autorização de internação de Lilian Calixto no hospital Barra D’Or, onde a bancária morreu, na madrugada do dia 15 último. Ela foi levada para o hospital horas após a se submeter a um implante de 300 ml de silicone nos glúteos. O procedimento estético foi realizado por Denis Furtado na cobertura do médico, na Barra da Tijuca.

Renata foi presa no ultimo dia 17, por força de um mandado de prisão temporária expedido pelo Tribunal de Justiça. Ela atualmente está no Presídio Talavera Bruce, no Complexo do Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Denis Furtado e mãe tiveram as prisões temporárias decretadas e foram presos no último dia 19.

Apesar do pedido de liberdade, feito pela defesa do médico, a situação de Denis Furtado pode ficar ainda mais complicada. E que a delegada Adriana Belém, da 16ª DP (Barra da Tijuca), que investigou o caso, concluiu o inquérito que apura a responsabilidade pela morte da bancária, e representou pela decretação da prisão preventiva de Denis, Maria de Fátima e Renata.

O inquérito foi encaminhado para o Ministério Público (MP), que deverá opinar favoravelmente ou não ao pedido feito pela delegada. Em seguida, os autos serão remetidos para uma decisão do juízo da 1ª Vara Criminal do Rio.

Denis Furtado está preso atualmente no Presídio Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8),no Complexo de Gericinó. Já Maria de Fátima está à disposição da Justiça no Presídio Nélson Hungria, também no Gericinó.

Conhecido como “Doutor Bumbum”, Denis, de 45 anos, tem sete anotações em sua ficha criminal. Uma delas, de 1997, é por homicídio e foi feita quando o médico tinha 24 anos, segundo a delegada Adriana Belém, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca).

O Palácio do Planalto também confirmou que o médico trabalhou no local no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no período de 18/09 a 03/10/2008. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Geral da Presidência, Denis Furtado nunca fez parte do corpo funcional da Presidência da República mas foi cedido temporariamente neste período, como o oficial médico temporário do Exército – 2º tenente, para realizar atendimentos na Clínica Geral que fica na Presidência.

Segundo o órgão, Denis Furtado não chegou a atender nenhuma autoridade. O Planalto informou ainda que, neste período, o “Doutor Bumbum” nunca participou de eventos oficiais, viagens presidenciais e atendimento de autoridades.

Com Extra