Image A380AD52F3B62376F7B498ABD440BFC27849_BARROSO2

O ministro Luís Roberto Barroso foi mantido como relator do pedido de registro de candidatura  do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A decisão foi tomada pela presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Rosa Weber na noite desta quinta-feira (16/8).

Até o momento, são sete pedidos para que candidatura de Lula seja indeferida pela Justiça Eleitoral. Entre eles, está o da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, representando o Ministério Público Eleitoral (MPE). A procuradora, assim como os demais autores, argumenta que o petista foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no caso do triplex do Guarujá (SP) e não pode concorrer segundo a Lei da Ficha Limpa.

Partido pede impugnação

Na tarde desta quinta (16/8), o partido Novo também entrou com um pedido de impugnação contra a candidatura de Lula. No documento, a legenda requereu cautelar para impedir que o ex-presidente seja tratado como candidato na propaganda eleitoral de Rádio e TV, assim como não usar o Fundo Partidário e Eleitoral, e que ele não seja incluído em pesquisas e debates.

Com PB Agora