Image joão-teodoro1

O candidato a primeiro suplente (DEM) do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) e presidente licenciado do Conselho Federal de Corretores de Imóveis, João Teodoro, explicou em Nota distribuída à imprensa as razões pessoais que o levaram a desistir da disputa com vistas às eleições do próximo dia 7 de outubro.

Entre a família e a política ele optou pela primeira, agradeceu ao Democratas, que o indicou e ratificou seu compromisso de luta pela categoria e pelo mercado imobiliário à frente do Cofeci, inclusive junto ao Congresso Nacional.

Confira a Nota, na íntegra:

Queridos amigos e amigas,

Lamento informar. Desisti de minha candidatura a primeiro suplente de Veneziano ao Senado. Tentei até o último instante permanecer na corrida. Deus sabe o quanto. Mas acabei vencido pelas circunstâncias.
Foi uma decisão muito difícil, por motivos absolutamente pessoais. Tive de escolher entre a família e a política. Decidi ficar com a primeira. Mas continuarei no Cofeci lutando por nossa categoria e pelo mercado imobiliário, inclusive junto ao Congresso Nacional.
Mas deixo aqui minha mensagem de amor pela Paraíba e toda a sua gente. Em especial por meus e minhas colegas Corretores (as) de Imóveis. Agradeço de todo o coração ao Democratas, meu partido, na pessoa de seu presidente, nosso eterno Senador Efraim Morais e ao seu filho, valoroso Deputado Federal Efraim Filho.
Afasto-me da política, mas não deixo a Paraíba. Aqui continuarei, como prometido, empreendendo, construindo, incorporando e gerando empregos, renda e bem-estar social. Deus está no comando!