O MP resolveu processar Geraldo Alckmin pelos 10 milhões de reais que ele recebeu do departamento de propinas da Odebrecht.

Diz o Jota:

“O Ministério Público do Estado de São Paulo ajuizou uma ação de improbidade administrativa contra o ex-governador de São Paulo e candidato à Presidência da República Geraldo Alckmin (PSDB) por supostamente ter recebido R$ 10 milhões via caixa 2 da Odebrecht para campanhas eleitorais.

O MP pede que Alckmin seja condenado à perda dos valores ilicitamente acrescidos aos patrimônios, perda de eventual função pública que ocupe e a suspensão dos direitos políticos.”