Image
O jornalismo perdeu, na tarde deste sábado (8), uma das mais reconhecidas apresentadoras de TV, Graça Araújo. A morte da jornalista foi confirmada pelo Hospital Esperança, onde Graça foi internada. As informações oficiais são de que a apresentadora sofreu um acidente vascular cerebral hemorrágico extenso e veio a óbito após dois dias de internamento. Ela tinha 62 anos.
Na quinta-feira (6), Graça Araújo sofreu um mal estar súbito enquanto estava em uma academia de ginástica no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, e foi levada ao hospital. O velório está marcado para começar às 19h deste sábado, no cemitério Morada da Paz, em Paulista. O corpo da apresentadora será cremado no domingo (9), às 16h.

Em nota, o Hospital Esperança informou que não irá se pronunciar à pedido da família, confira na íntegra.

“A Direção médica do Hospital Esperança Recife informa o falecimento da jornalista Graça Araújo às 12h55 de hoje, ocasionada por um AVC hemorrágico extenso.

A pedido da família, com o objetivo de preservar este momento, não haverá pronunciamento da equipe médica que acompanhou a paciente.

Recife, 8 de Setembro de 2018.”

Leia também:
Jornalistas e amigos lamentam morte da apresentadora Graça Araújo

Quem foi Graça Araújo:
Conhecida pela voz, simpatia e firmeza nas palavras, a apresentadora nasceu em Itambé, na Zona da Mata Norte de Pernambuco e ainda na infância foi morar em São Paulo, onde estudou em escolas da rede pública de ensino. No final da década de 1980, após se formar em Jornalismo, voltou a morar no Recife com objetivo de alavancar voos. E foi isso que aconteceu.
Na capital pernambucana, ela trabalhou na TV Globo, TV Manchete, TV Pernambuco e por último TV Jornal, onde estava há mais de 20 anos. No ano de 2010, ela recebeu o título de cidadã recifense.
Há menos de uma semana, ela publicou em seu Instagram que estava feliz com a premiação recebida pela reportagem especial “Neurocirurgia e os desafios no traumatismo”, no Programa Livre, que comandava na Rádio Jornal.
Uma frase recorrente na vida da apresentadora era sobre a paixão pela carreira escolhida. “Antes eu queria ser médica, como todo filho de família pobre que quer ajudar as pessoas. Mas achei no jornalismo a oportunidade de trabalhar o compromisso social”, disse Graça durante entrevista.
Com Diário de Penambuco