Image fã-696x696
A modelo afirmou que se sentiu vítima de constrangimento público e que irá acionar a Justiça
No mês passado, a modelo Liziane Gutiérrez publicou em seu Instagram um desabafo em que conta que teria sido convidada por seguranças a sair da área vip de um show em que a cantora Dua Lipa se apresentava, em Las Vegas, nos EUA. Segundo a modelo, o motivo seria porque ela usava uma camisa com a hashtag “Ele Sim”, em apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).
Liziane relatou que no momento do show ela estava acompanhada por sua mãe e que as duas teriam sido intimadas porque Dua Lipa, que já havia se posicionado contra Bolsonaro, se sentiu incomodada pela blusa da modelo. Em um longo texto escrito na publicação de Liziane, ela deixava claro a decepção que sentiu ao ser expulsa de um show no qual a cantora ela admirava.
“Eu fui convidada pro show da Dua Lipa que eu amo as músicas. Estava entre a área reservada e uma outra bem na frente do palco. Na segunda música do show uma das seguranças pediu pra eu me retirar e eu perguntei o motivo (obviamente). Até que a segurança após falar com alguém perguntou o que eu estava vestindo por baixo da minha blusa, e se eu poderia tirar minha t-shirt, senão teria que me retirar dessa área separada. Como estava com a minha mãe e realmente fiquei em estado de choque, fingi que nada aconteceu e fui assistir o final do show na área normal”.
Repercussão nas redes sociais 
A modelo afirmou que se sentiu vítima de constrangimento público e que irá acionar a Justiça. Na publicação feita por Liziane, algumas pessoas aproveitaram para expor suas opiniões em apoio à modelo, com comentários como: “Você deve acionar a Justiça” e “Não respeitam a opinião de ninguém”. Enquanto em outros comentários, os usuários do Instagram publicaram: “Você só está querendo se promover” e “Já conseguiu os seus 15min de fama”.
 
Redação O POVO Online