Image IMPOSTOS-696x457

Nos últimos sete anos o Governo da Paraíba a tarifa da água chegou a aumentar 77,37%, a do gás residencial 59,62% e a do transporte em 49,81%, além do a aumentar impostos em até 12% como da energia elétrica. Para o deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB), o aumento desenfreado prejudica diretamente a população e também o desenvolvimento do Estado, pois afeta o orçamento das famílias, afasta empresas que queiram se instalar no Estado e levam empresários a encerrarem atividades.

O maior aumento no Governo Ricardo Coutinho foi na tarifa de água e esgoto da Cagepa. Em 2011 o aumento foi de 16,93%, em 2012 7,69%, 8,67% em 2013, 9,99% em 2014, 21,71% em 2015 e em 2016 12,38%. O acumulado nesses anos é de 77,37%.

Na Cagepa também foi reajustado o imposto sobre os serviços executados. Em 2013 o imposto foi reajustado em 8,67%, passando para 10,47% em 2015 e em 2017 a 7,87% e depois a 10,47%. Nesse período o total acumulado foi de 29,61%.

Os paraibanos também não escaparam do aumento do imposto sobre a tarifa de transporte intermunicipal. Em 2010 esse imposto foi reajustado em 5,0%, passando para 11,11% em 2011, primeiro ano de governo de Ricardo Coutinho. No ano seguinte a tarifa aumentou mais 6,0%, passando para 7,0% em 2014 e para 6,7% em 2017, chegando ao acumulado de 49,81%.

“O aumento de impostos afeta diretamente a população que não tem condições para sustentar os cofres do Estado. Também prejudica diretamente a criação de emprego e renda, pois as indústrias evitam se instalar, sobretudo no interior. É preciso rever esses impostos para que a Paraíba volte a crescer”, destacou Tovar.

‘Impostômetro’

Tributo Antes Depois
ICMS energia elétrica  17% 29%
ICMS TV por assinatura 10% 15%
ICMS nas operações de telecomunicações 25% 28%
ICMS gasolina 27% 29%
Item Reajuste acumulado
Gás encanado residencial 59,62%
Gás natural veicular (GNV) 33,78%
Tarifa de água e esgoto 77,37%
Valor de serviços executados pela Cagepa 29,61%
Tarifa transporte intermunicipal 49,81%

Assessoria