Nesta quarta-feira (02), o secretário de Comunicação do Governo da Paraíba, Luís Tôrres, revelou que o governador João Azevêdo (PSB) já está articulando para poder ajudar os seus companheiros que não foram obtiveram sucesso nas últimas eleições, como os petistas Anísio Maia e Luiz Couto e os filiados ao Podemos, Lindolfo Pires e Trócolli Júnior.
“Esse projeto é marcado pela lealdade que trata todos os companheiros, não tem ninguém com capacidade moral de apontar atos de deslealdade nosso. O que há, e assim deve ser, assim que Ricardo Coutinho (PSB) sempre agiu, inclusive durante a campanha, é franqueza, clareza do que é possível fazer”, declarou.
Em entrevista ao programa de rádio Arapuan Verdade, Tôrres fez questão de exaltar que João fará o máximo de esforço para contemplar os parceiros de projeto e revelou que já está conversando com Lindolfo. O chefe da Comunicação lembrou que ainda há vagas em aberto que podem ser utilizados para auxiliar esses políticos.
“Nunca seremos acusados de estar enrolando ninguém, inventando história para fazer o que não podemos. João sempre coloca a clareza do que é possível. Ainda há secretárias abertas, cargos que ainda não foram anunciados, como o de Articulação Política, são espaços que estão aí para essa composição com lealdade e franqueza no debate”, disse.
Luís arrematou mandando um recado: “não adianta ficar mandando mensagem no privado de amor e carinho e, em público, se mostrar bravo, corajoso e ousado. O governo é claro e o debate político que o governador faz, levando em consideração o que foi dito. Não pensem que o governo, porque está mudando de nomes, vai encontrar uma mudança de prática nessa relação. Quem está na prioridade é o povo da Paraíba e não é retórica, é fato, não tem essa de tirar do povo para dar a fulano”.

Paraíba