Moro autoriza envio da Força Nacional ao Ceará para conter onda de ataques criminosos - image moro on https://antv.news

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro ,  recuou e decidiu autorizar nesta sexta-feira o uso da Força Nacional, por 30 dias, para conter a onda de violência no Ceará. Antes, o ministro da Justiça avaliava que ainda não era o momento de enviar tropas, conforme pedido do governadorCamilo Santana .

Numa reunião na quinta-feira à noite, Moro e auxiliares mais próximos consideravam que a melhor alternativa era deixar as tropas de sobreaviso para uma futura emergência. Em portaria na manhã de hoje, o ministro determinou o envio de cerca de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional para trabalhar em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) em conjunto também com policiais estaduais. Caso necessário, o prazo de atuação poderá ser prorrogado.

Camilo Santana pediu ajuda da Força Nacional e de tropas militares diante de uma onda de ataques criminosos em Fortaleza e outras cidades vizinhas . Ontem, o estado registrou motim na Casa de Privação Provisória de Liberdade, em Fortaleza, e ataques a ônibus. Na última madrugada, cidades da Grande Fortaleza e do interior do Ceará registraram vários  ataques. Uma prefeitura, agências bancárias e delegacias foram os alvos.

Bombeiro observa ônibus incendiado por criminosos em nova onda de ataques em Fortaleza Foto: Reprodução
Bombeiro observa ônibus incendiado por criminosos em nova onda de ataques em Fortaleza Foto: Reprodução

Desde a noite de quarta-feira, ocorreram mais de 40 ataques em Fortaleza, Tinguá, Pacatuba, Horizonte, Maracanaú, Caucaia, Pindoretama, Eusébio, Morada Nova, Jaguaruana, Canindé, Piquet Carneiro, Morrinhos, Aracoiaba e Baturité. Criminosos incendiaram vários ônibus de transporte urbano em Fortaleza e chegaram a explodir uma bomba num viaduto em Caucaia, na Região Metropolitana. Também atearam fogo em carros do Detran (Departamento de Trânsito) .

Com O Globo