Rejeitos da barragem de Brumadinho em Minas Gerais depois do rompimento. (Foto: Fred Magno)

Após 2 meses de busca, a Polícia Civil retirou ontem (27) mais um nome da lista de desaparecidos da Tragédia de Brumadinho.

João Carlos de Oliveira, que trabalhava para empresa terceirizada pela Vale, apareceu nas primeiras listas de desaparecidos. Contudo, ele estava vivo e se encontrou com a família já nos primeiros dias de busca, mas as autoridades não foram comunicadas.0

Nem João Carlos nem seus familiares tentaram receber os valores oferecidos pela Vale para as famílias das vítimas, o que não se configurou fraude.

Em números atualizados, 216 mortes já foram confirmadas pelo rompimento da barragem de responsabilidade da Vale e 88 pessoas ainda estão desaparecidas.