O vereador Galego do Leite, presidente estadual do Podemos, apresentou pedido de licença de quatro meses da Câmara Municipal de Campina Grande, sem remuneração, com a finalidade de tratar de assuntos pessoais e realizar exames médicos para verificar suas condições de saúde, abrindo espaço para a posse da primeira suplente do partido, Maria de Fátima Melo Silva, muito conhecida na cidade como Dona Fátima da Vila Cabral devido à liderança que exerce naquela região.

A licença foi aprovada pelo plenário da CMCG durante a sessão desta quinta-feira, 07 e passa a valer a partir do próximo dia 14. Galego explicou que a ideia é permitir a passagem da suplente pela Casa de Félix Araújo, honrando um compromisso partidário em que a importância do grupo que disputou as eleições de 2016 é reconhecida. “Nosso partido não saiu em coligação e cada integrante da nominata teve um papel importante na eleição de um vereador. Tínhamos o compromisso de abrir espaço ao suplente e é isso que estamos fazendo”, disse o vereador.


Galego do Leite confirmou, ainda, que vai aproveitar o período de licença para fortalecer o partido, inclusive viajando a Brasília para dialogar com a cúpula nacional do Podemos, tendo na pauta, dentre outros assuntos, as eleições do ano que vem. Além disso, o parlamentar continuará trabalhando, inclusive já tendo audiências agendadas com a secretária de Estado Ana Cláudia Vital do Rêgo e o governador João Azevedo.


Dona Fátima da Vila Cabral tem 59 anos e somou 1.397 votos nas últimas eleições municipais quando o Podemos terminou o pleito com a quinta maior votação entre todos os partidos, totalizando 12.982 sufrágios. “Dona Fátima é uma mulher com importantes serviços prestados a Campina Grande e sua presença na Câmara só vem a enriquecer a diversidade do nosso parlamento municipal”, avaliou.

— 
Gabinete do vereador Galego do Leite