A Paraíba está prestes a viver dias de Rio de Janeiro, onde uma megaoperação prendeu, em 2018, deputados, conselheiros do Tribunal de Contas e o governador. Fontes revelaram que o delator Leandro Nunes, homem de confiança de Ricardo Coutinho e Livânia farias, também delatou uma dúzia de deputados governistas abastecidos com a propina da Cruz Vermelha.

No depoimento às autoridades que comandam as investigações, Leandro teria nominado um a um dos parlamentares, inclusive detalhando quantia e periodicidade dos recebimentos. O detalhe é que a entrega era feita em mochilas, envelopes e até locais inusitados eram utilizados para o recebimento da propina.

O Gaeco está trabalhando no levantamento de mais elementos probatórios e a terceira fase da Operação Calvário deve prender um terço dos deputados estaduais e gente graúda dos girassóis.

com página 1