O presidente Jair Bolsonaro (PSL) celebrou a execução de 11 assaltantes na manhã desta quinta-feira (4/4), após um violento assalto a dois bancos em Guararema, na região metropolitana de São Paulo. O pesselista ressaltou que apesar da reação policial, “nenhum inocente saiu ferido”.

Na mesma tendência, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também comemorou a ação policial. O parlamentar e filho do presidente disse que a “sociedade agradece” as mortes. “Parabéns ao policiais que, em Guararema-SP, defenderam a sociedade e anteciparam a ida de 11 assaltantes para o inferno, sendo que, no caso, os bandidos ainda fizeram uma família de refém! A sociedade agradece e bate palmas”, escreveu o deputado.

O presidente e o parlamentar não foram os únicos a comemorar a morte dos criminosos. Mais cedo, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que os policiais estavam de parabéns por colocar “no cemitério mais 10 bandidos”.

“Bandidos que usam escopeta, fuzis e metralhadoras não saem para passear. Saem para assaltar e fazer vítimas”, disse o governador. Doria adiantou que os agentes serão homenageados nos próximos dias por “defender o cidadão de bem, o patrimônio privado e público” contra os criminosos.

Entenda o caso
Na madrugada desta quinta-feira, durante uma tentativa de assalto a dois bancos na cidade de Guararema, no interior de São Paulo, 11 criminosos foram mortos por policiais militares.

De com a Polícia Civil, um grupo com cerca de 30 criminosos invadiu a cidade para roubar duas agências bancárias, uma do Banco do Brasil, que fica ao lado da delegacia, e outra do Santander. Não conseguiram, entretanto, levar o dinheiro.

O bando estava fortemente armado com fuzis e metralhadoras e carregava explosivos. Algumas dinamites chegaram a ser colocadas nos caixas eletrônicos, mas não foram detonadas. Houve troca de tiro entre os policiais. O bando já era monitorado há ao menos nove meses pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual e a Polícia Militar, conseguiu cercar os criminosos ainda durante a ação.

Na fuga, um dos criminosos invadiu um imóvel e fez uma família refém. Como não houve negociação e o homem optou por não se render, ele foi baleado e morreu. Até o início da manhã, a PM continuava em busca de outros suspeitos. As agências estavam interditadas por terem sido deixados explosivos em seu interior.

Veja as mensagens publicadas por Bolsonaro e Eduardo: 

O chefe do Palácio do Planalto usou o Twitter para parabenizar os PMs. “Parabéns aos policiais da ROTA (PM-SP) pela rápida e eficiente ação contra 25 bandidos fortemente armados e equipados que tentaram assaltar dois bancos na cidade de Guararema e ainda fizeram uma família refém. Onze bandidos foram mortos e nenhum inocente saiu ferido. Bom trabalho”, escreveu o presidente.

Parabéns ao policiais que em Guararema-SP defenderam a sociedade anteciparam a ida de 11 assaltantes para o inferno, sendo que no caso os bandidos ainda fizeram uma família de refém! A sociedade agradece e bate palmas .

Da redação com agência Tupan de noticias.