Um capitão da Polícial Militar, identificado como Anderson Azevedo Galvão, de 35 anos, foi executado a tiros em uma barbearia no bairro Pechincha, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, no início da tarde desta terça-feira, durante sua folga. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas já chegou sem vida à unidade.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) instaurou inquério para apurar as circunstâncias do crime. Investigações estão em andamento.

Segundo a Polícia Militar, Galvão estava cortando o cabelo em uma barbearia no momento em que criminosos entraram no estabelecimento anunciando roubo. Os bandidos teriam então reconhecido o oficial e disparado contra ele, afirmou a corporação em nota.

Agentes da Polícia Civil buscam testemunhas e imagens que possam ajudar a esclarecer o ocorrido. O Portal dos Procurados divulgou um cartaz para ajudar a DH e o Grupo de Investigação da PMERJ a identificar e localizar os envolvidos na morte do capitão. Uma recompensa de R$ 5 mil é oferecida a quem fornecer informações importantes ao caso.

Com O Dia