Reitores das universidades federais da Paraíba e de Campina Grande (Margareth Diniz e Vicemário Simões) e do Instituto Federal da Paraíba (Nicácio Lopes) se reuniram com o ministro da Educação Abraham Weintraub, nesta quinta-feira (30), em Brasília. De lá saíram com a garantia do ministro de descontingenciar parte do bloqueio anunciado no fim do mês passado. O encontro foi articulado pela bancada federal do estado.

De acordo com o coordenador da bancada federal, deputado Efraim Filho (DEM), o ministro Abraham Weintraub se comprometeu em liberar cerca de R$ 3 milhões para Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e R$ 4,5 milhões para o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) para o custeio de atividades essenciais que permitirão o funcionamento das instituições.

“A audiência cumpriu a missão a que se propôs. Os reitores puderam apresentar as prioridades de cada entidade e o ministro se comprometeu a descontingenciar aquilo que era urgente”, avaliou Efraim.

Já a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) ficou com a promessa de voltar a receber investimentos no segundo semestre do ano.

Além de Efraim Filho, participaram da reunião os deputados federais Ruy Carneiro e Edna Henrique, ambos do PSDB, e Wilson Santiago (PTB), além dos deputados estaduais Ricardo Barbosa (PSB) e João Henrique (PSDB).

No início do mês, a reitora da UFPB, Margareth Diniz, afirmou que o corte de 30% na verba, algo em torno de R$ 40 milhões, inviabilizaria o funcionamento da universidade.