Um advogado, cujo nome ainda não foi divulgado, foi preso em flagrante, no início da tarde desta terça-feira (18), ao tentar entrar no presídio de segurança máxima, o PB1, em João Pessoa, com um colchão recheado de chips, baterias e carregadores de celular.

Os agentes informaram que solicitaram que o objeto fosse colocado na máquina de escanear e se surpreenderam quando constataram a tentativa ousada do advogado de levar os objetos para posse dos presos.

Acompanhado do diretor da unidade, e de agentes do presídio, o advogado foi conduzido à Central de Polícia no bairro do Geisel para ser apresentado ao delegado responsável pela apuração desse tipo de crime.

Com G1