A parceria é da empresa que realiza o evento com a BRISANET, uma das maiores empresas de telecomunicações do Brasil.

O sistema de biometria facial instalado nas câmeras de monitoramento do Parque do Povo ajudou no reconhecimento dos suspeitos

Quatro foragidos da Justiça foram presos no São João de Campina Grande após serem identificados pelas câmeras do circuito de segurança instaladas no Parque do Povo, em Campina Grande. As prisões aconteceram nesse final de semana. As câmeras ficam localizadas nos portões de entrada do “Quartel General do Forró”. Ao todo são mais de 250 câmeras espalhadas na área da festa.

Um dos homens presos, segundo a polícia, responde pelo crime de lesão corporal grave. Outro tem mandado de prisão em aberto por crime previsto na Lei Maria da Penha. Já os outros dois presos respondem por tráfico de drogas.

O sistema de biometria facial instalado nas câmeras de monitoramento do Parque do Povo ajudou no reconhecimento dos suspeitos. Da central de monitoramento, a polícia acompanha a movimentação no evento. Quando o sistema identifica algum foragido que está no banco nacional de mandados de prisão, emite um sinal de alerta direto no celular dos policiais.

São mais de 220 câmeras espalhadas por todo Parque do Povo.

O sistema também é uma importante ferramenta para as abordagens na tentativa de identificar pessoas suspeitas de transportar drogas e armas para o interior do Parque do Povo. 

Da redação com o ClickPB