Apresentações fizeram parte da programação de abertura da Vila Junina, na Estação do Turista na noite do último sábado

Com uma sequência de músicas do rei do ritmo, Jackson do Pandeiro, a banda Gente da Serra conquistou neste sábado (01) à noite o público, os jurados e uma vaga na final do Arretado Star, o concurso de bandas e trios de forró d’O Maior São João do Mundo. Também estará na última fase do concurso a banda Forró Lampejo, que apresentou um mix de músicas de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Trio Nordestino e Antônio Barros e Cecéu. A seleção das bandas A grande final, marcada para o próximo dia 18, no Parque do Povo, terá ainda as participações das bandas Regional 100sacional e Quarteto Nordestino, vencedoras da primeira semifinal.
A segunda semifinal do Arretado Star fez parte da programação de abertura da Vila Junina e levou um grande público à Estação do Turista, espaço voltado para a valorização da cultura regional nordestina, onde está instalada a Vila. A Estação funcionará, diariamente, a partir das 15h, com apresentações de grupos folclóricos, quadrilhas juninas, trios e bandas de forró e, logo na abertura, já mostrou que deve se transformar em um movimento ponto turístico na edição 2019 d’O Maior São João do Mundo.

Na elimatória deste sábado a primeira a se apresentar foi Fernanda Lima e Banda, seguida de Dilsinho Medeiros, Gente da Serra, Forró Lampejo, Forró pra Dançar e Abdias e Forró Novo. Com torcida organizada a banda Gente da Serra cantou alguns dos grandes sucessos de Jackson do Pandeiro, tais como Bodocongó, Forró em Limoeiro e Chiclete com Banana. O repertório fez o público dançar. A apresentação contagiante totalizou a soma de 47.3 pontos da Comissão Julgadora.

Quarta atração da noite, a banda Forró Lampejo apresentou uma sequência de sucessos de grandes nomes da música nordestina. A Morte do Vaqueiro, de Luiz Gonzaga, foi o primeiro sucesso tocado pela banda. A apresentação prosseguiu com sucessos como Procurando Tu (Antônio Barros e Cecéu), Chililique (Trio Nordestino), Eu Só Quero Um Xodó (Dominguinhos e Anastácia) e Sala de Reboco, escrita em parceria por Luiz Gonzaga e o paraibano Zé Marcolino. O público arrastou o pé e a banda obteve um total de 45.1 pontos.

A Comissão Julgadora, composta pela professora e ativista cultural Giseli Sampaio; o professor e músico Carlos Alan; o músico e produtor Elessandro Batista; o produtor cultural Maximino Ferreira de Lima Filho; e o avaliador educacional do Ministério da Educação e produtor musical Pedro Mineiro Firmo, teve dificuldade para decidir quem ficaria com as duas últimas vagas na final. “O nível dessa semifinal foi muito bom. A qualidade da sonoridade foi excelente e isso fez com que a avaliação fosse mais difícil”, disse o produtor Elessandro Batista.

Sobre as bandas classificadas
Gente da Serra – Tudo começou com a vontade de formar um grupo de forró autêntico. Amaro Neto tinha o projeto Forró da Serra, enquanto Ananias do Acordeon integrava Os Caras de Lampião. O destino colaborou, fazendo com que os dois virassem vizinhos. Bastou uma conversa e surgiu a parceria. Inspirados no LP Marinês e sua Gente criaram o grupo Forró Gente da Serra, que em 2018 conseguiu gravar o primeiro CD. O grupo é composto pelos músicos Ananias, (sanfona e voz), Amaro (voz), Cristiano (zabumba e voz), Ray Emanoel (cavaquinho), Leo Bass (baixo), Rogério Farias (bateria), Onilson (triângulo), Crispim (percussão) e Deyse (vocal).

Forró Lampejo – Com quatro anos de existência, cinco CDs gravados e apresentações em diversas cidades da Paraíba, a banda Forró Lampejo chegou à semifinal do Arretado Star confiante. Formada pelos músicos Jadeilsom (sanfona), Wiliam (zabumba), Thiaguinho (voz e triângulo), Cássio (bateria) e Geives (baixo), a banda fez bonito e alcançou o objetivo.

Com assessoria.