O Vereador Anderson Maia (PSB), esteve na tribuna da Câmara Municipal de Campina Grande, relatando a importância da campanha Junho Vermelho para a cidade.

No mês de Junho por ser um período de férias escolares, há uma grande baixa no estoque de sangue no hemocentro da cidade de Campina Grande. De acordo com uma pesquisa feita em 2017 pelo Eu Dou Sangue em parceria com o Instituto Datafolha, cerca de 92% dos brasileiros disseram não ter doado sangue entre junho de 2016 e junho de 2017.

De acordo com o levantamento, além do recesso e do clima mais frio, feriados e dias chuvosos também impactam negativamente os hemocentros, que costumam registrar queda de 30% em seus estoques no período.

CONDIÇÕES PARA DOAR

No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para menores de 18 anos, é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum.

No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto. A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Anderson Maia ressaltou a importância da campanha e pediu para que a população pudesse ajudar a salvar a vida de alguém doando sangue.

“Doar sangue é um gesto nobre e que me faz sentir muito feliz em poder ajudar a salvar vida de alguém.  Nos hospitais, vemos que o fluxo é intenso atendendo pessoas vítimas de acidentes, portadores de doenças que precisam de transfusões sanguíneas, além de procedimentos cirúrgicos que precisam ter sangue em estoque. Só quem já precisou receber sangue assim como eu, que já fui vítima de acidente de trânsito, sabe da importância do gesto.” Finalizou Anderson Maia.

Conteúdo de responsabilidade da Assessoria