O assassinato do vereador de Natuba (Agreste paraibano), Antônio de Souza Araujo, pode ter tido motivação política. Essa é uma das linhas adotadas pela Polícia Civil que investiga o caso. Também nesta quarta, a policia prendeu dois homens acusados de participação no crime.

As prisões fizeram parte da operação “Vindicta”, deflagrada pela Polícia Civil com objetivo de esclarecer o fato. Elas estão sendo conduzidas pelo delegado João Joaldo e pelo Grupo Tático Especial (GTE) da Delegacia Seccional de Queimadas.

Durante entrevista coletiva, o delegado João Joaldo afirmou que há duas linhas de investigação para identificar a motivação do crime. “Ele era muito atuante na política, sempre buscava o direito de quem o procurava. Por isso, o crime pode ter motivação política. Mas há também a possibilidade dele ter sido vítima de uma vingança em virtude de um problema ocorrido no passado”, afirmou .

José Vamberto da Silva, mais conhecido como “Beto” (52 anos), e Glaucemir Pedro da Silva (48 anos) tiveram as prisões temporárias decretadas pela Justiça, após investigações apontarem indícios de envolvimento deles no crime. Beto é morador da cidade de Salgado de São Félix, enquanto que Glaucemir reside em Natuba, local onde ocorreu o crime. Além das prisões, a justiça determinou buscas nas residências dos dois alvos da operação. Segundo o delegado, Glaucemir é apontado como um dos mandantes do crime e Beto foi atuou como piloto da moto que conduziu o atirador.

“Imagens mostram quando Laucemir saiu em um carro modelo prisma vermelho e estacionou em um canteiro central de Natuba. Logo em seguida se aproxima outro carro de modelo Gol e há uma conversa entre os ocupantes”, revela o delegado. Os dois homens foram recolhidos à carceragem da Central de Polícia Civil de Campina Grande e serão apresentados à Justiça. Os dois mandados de prisão terão duração de 30 dias, podendo haver prorrogação por igual período ou conversão em prisões preventivas, quando não há prazo determinado.

Crime – Antônio de Souza Araujo, tinha 55 anos, e foi assassinado a tiros no dia 3 de maio deste ano, quando deixava a Câmara de Vereadores do Município. A vítima foi abordada por dois homens que chegaram ao local em uma moto. Os disparos foram feitos pelo homem que estava na garupa. Imagens obtidas pela polícia comprovam a participação de mais pessoas no delito.

Com MaisPB