Ex-vereador criticou o prefeito Romero por supostas declarações que lhes foram repassadas por terceiros

O vereador Márcio Melo Rodrigues (PSDC), primeiro secretário da Câmara Municipal de Campina Grande, rebateu o ex-vereador Napoleão Maracajá, que no final da tarde desta segunda-feira, 19, postou vídeos nas redes sociais atacando o prefeito Romero Rodrigues, por conta de supostas declarações do gestor sobre a merenda escolar em Campina Grande. Segundo Maracajá, com base em relatos de terceiros, Romero teria dito em entrevista que os gestores das escolas e creches de Campina eram responsáveis pela licitação dos gêneros alimentícios nas unidades.

  • Maracajá tacha levianamente o prefeito de “desonesto”, porque teria Romero repassado essa informação improcedente. O fato é que, se o ex-vereador não fosse tão despreparado e continuasse a tentar fazer carreira usando da má-fé em seus ataques irresponsáveis, bastaria minimamente procurar se informar, ouvindo a entrevista, sem recorrer a versões de terceiros – ressaltou Márcio Melo.

Na verdade, destaca o vereador e primeiro secretário da Câmara de Campina Grande, em nenhum momento o prefeito campinense disse na entrevista à Rádio Correio FM nesta segunda-feira que os gestores das escolas e creches de Campina Grande seriam responsáveis pelas licitações, mas sim, de que as demandas são encaminhadas por cada uma das mais de 160 unidades, junto às empresas credenciadas. “Ou seja, na base do ouvi-dizer, Napoleão Maracajá distorce as informações, sem qualquer compromisso com a verdade, desde que isso signifique tentar desqualificar o prefeito Romero”, lamenta Melo.

Napoleão desonesto

No quesito honestidade, aliás, Márcio Melo Rodrigues não poupa o ex-vereador e diretor do Sintab. “Como vereador, Maracajá passou todo seu mandato percebendo subsídio da Câmara e salário como servidor da Educação, acumulando indevidamente, sendo desonesto com o contribuinte campinense”, denuncia o vereador do PSDC, assegurando que o sindicalista deveria se sentir envergonhado por pregar uma postura ética que, nem de longe, procura honrar.

Da redação com assessoria